Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Placa Sokols.jpg

 

Na próxima sexta-feira, dia 18, pelas 18H00, numa iniciativa da Embaixada da República Checa em Lisboa, vai ser colocada na Praça Estrela, antigo Largo da Salina, uma placa comemorativa em homenagem aos Sokols ou Falcões de Cabo Verde (1932-1939).

 

Motivo mais do que suficiente para a Esquina do Tempo evocar essa associação juvenil surgida nos anos trinta do século passado inspirada no movimento checo.

____________

 

Sokols.jpeg 

Os Sokols são uma organização de massa juvenil fundada em S. Vicente, em 1932, inspirado no movimento checo surgido em 1862, como “Sokols de Cabo Verde”, tendo depois mudado o nome (com tradução da palavra sokol) para “Falcões de Cabo Verde”. Para além da cultura física, a organização procurava inculcar nos seus membros os valores cívicos e democráticos que também regiam a sua congénere da Checoslováquia.

 

Sokols.jpg

Sokols.jpg
Grupo de Cadetes dos Sokols. Demonstração de ginástica. Foto Progresso, Mindelo, 1936

Sokols 1.jpg

 O Governador passando revista aos Sokols (pelotão de oficiais). Foto Manuel N. Ramos, 1933

 

No Boletim Oficial, N.º 52, de 29 de Dezembro de 1934, vêm publicados os Estatutos da Associação “Falcões Portugueses de Cabo Verde”. Razões internas e externas terão servido de pretexto para ditar o fim da organização: (i) em 1934, durante a “Revolta de Nhô Ambrose”, a associação ajudou a acalmar o povo, tendo demonstrado simpatia pela sua causa; (ii) em 1937, manifestou o seu repúdio pela decisão governamental de extinguir o liceu; e (iii) a culminar, em 1938, a Checoslováquia foi invadida pelo exército nazi e deixou de existir como país independente.

 

Por Decreto N.º 29.453, de 17 de Fevereiro de 1939, a associação foi extinta e imposta no seu lugar a “Mocidade Portuguesa”, convertendo-se os “Falcões de Cabo Verde” na Ala N.º 2 “Afonso de Albuquerque” da Mocidade Portuguesa.

 

Bento Oliveira.jpeg

Júlio Bento de Oliveira, Fundador e Comandante dos Sokols de Cabo Verde

 

 

– Informações recolhidas da obra de João Nobre de Oliveira, A Imprensa Cabo-Verdiana. 1820-1975. Macau, Fundação Macau e D.S.E.J., 1998

 

Ler "Os Sokols ou Falcões Portugueses de Cabo Verde", de Maria Adriana Sousa de Carvalho

 

  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

Powered by