Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Morreu Tututa Évora

Brito-Semedo, 26 Jan 14

 

Tututa.jpeg

   

 

Epifânia de Freitas Silva Ramos Évora, ou Dona Tututa

 

Mindelo, 6.Janeiro.1919 - 26.Janeiro.2014

 

  

Trabalho feito pelo Centro Cultural Brasil-Cabo Verde em 2009, por altura dos 90 anos de Tututa Évora. Um registo e uma homenagem a essa artista única no cenário cabo-verdiano e a essa pessoa cheia de energia.

 

Tututa Évora.jpeg

Foto Jornal A Semana, Dia 8 de Março de 2013

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Djack a 26.01.2014 às 22:19

Figura de grande nível, irrepetível. Mais um dos muitos desaparecimentos de figuras ímpares que a cultura cabo-verdiana tem vindo a perder em anos recentes. Grande perda, e um vazio que - ao contrário de outros como a Cize e Bana - não pode ser colmatado com produções gravadas que dela só nos ficaram em número ínfimo.


De qualquer modo, digamos como se impõe: Morreu Tututa, Viva Tututa!


Djack

De JOAQUIM ALMEIDA a 27.01.2014 às 11:35

Na verdade - como disse o nosso amigo Djack - é uma grande perda para Cabo Verde , pois morreu a maior pianista de todos os tempos que Cabo Verde alguma vez jà teve !. Lembro-me ainda com saudades antes de eu ter começado a aprender mùsica a minha ansiedade e satisfaçao ouvir a Dona Tututa no Café Royal - rua de Lisboa nos anos " cinquênta " antes de ela ter deixado Sao Vicente para viver com o seu marido ;Reinaldo Evora , na ilha do Sal . Mal sabia eu que mais tarde com o seu irmao "Tchuff " e Lela Preciosa , eu viria animar aquele café , executando mornas em trompete acompanhando ao mesmo tempo o seu irmao , com a sua voz inconfundivel !.. Sempre que nôs nos encontràvamos ela falava comigo relembrando aqueles bons tempos e ao mesmo tempo da familia " proprietària " do café royal , que ela guardou gratas recordaçoes !.. A Dona Tututa ;possuia uma alegria de viver que , apesar da sua idade jàmais vi vontade igual , no espirito de uma outra pessoa !.. Os meus sentidos pêsames à familia enlutada ! Criol na Frânça ; Morgadinho ;

De Valdemar Pereira a 27.01.2014 às 07:57


Um dos fenómenos da música cabo-verdiana que parte mas deixa marca indelével. Tive o privilégio de ser jovem melómano numa altura de apreciar as suas actuações no que foi o Café Royal dos anos quarenta onde dava cátedra, nomeadamente quando estavam de passagem personalidades nacionais e estrangeiras. Lembro dela actuando para o então Governador de S.Paulo Adhemar de Barros e o grande jornalista Carlos Lacerda, ambém brasileiro, em trânsito em barcos da Loyd Brasileiro para a Europa.
Mais tarde, na qualidade de membro da Delegação de Dakar que foi assistir a inauguração do Cais Acostável, tive (tivemos) a honra de um momento especial em sua casa na ilha do Sal.
Que durma na Paz de Deus. Nunca a esqueceremos.

De Valdemar Pereira a 27.01.2014 às 13:17

Aproveito este espaço para apresentar os meus sentidos pêsames à Familia enlutada, nomeadamente a Milù (re)encontrada aquando da digressão do "Ritmos Cabo-verdianos" a Dakar a meu convite.
Mais tarde, quando procurava elementos para o livro "O Teatro é uma paixão, a Vida é uma emoção", a Milù disponibilizou-me as fotos da altura. Mal ela sabia que eram as minhas que tinham sido desviadas por pessoa indelicada.
Coragem, Milù. A tua mãzinha nunca serà esquecida.
Um bracinha cheie de sentimente

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

Powered by