Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

 

Vulcão.jpeg

Família de Luís Montrond. Foto Marcos Rocha

 

 

O Mestre Kim Alves disponibiliza o seu estúdio e prontifica-se a fazer os arranjos para a gravação do “Ai, unde nu ta bai?” ("Ai, para onde vamos?"), a música da erupção do vulcão do Fogo de Luís Montrond e Família.

 

 

Está a circular no Facebook desde o dia 23 de Novembro um vídeo de Luís Montrond e Família feito de forma artesanal e com uma composição muito enternecedora e triste sobre a erupção do Fogo - “Ai, unde nu ta bai?” ("Ai, para onde vamos?"). 

 

Vulcão.jpeg

Família de Luís Montrond. Foto Marcos Rocha, Agosto de 2014

 

Contactado, o Mestre Kim Alves, que, por altura da erupção de 1995 fizera igualmente uma composição musical, “Chã das Caldeiras”, acaba de comunicar ao Esquina do Tempo que disponibiliza o estúdio e se prontifica a fazer os arranjos para a gravação do “Ai, unde nu ta bai?”. A única dificuldade é trazer os Montrond à Praia para esse fim, ou seja, custear as despesas com a viagem, o alojamento e a estadia na capital.

 

Apela-se a alguma entidade ou instituição que apoie esse projecto que poderá ter, como fim último, a angariação de fundos para os desalojados da Chã das Caldeiras.

 

Fica na Esquina do Tempo para se “pôr boné” (saber as novidades), o vídeo dos Montrond e a letra da composição do Mestre Kim Alves.

 

 

 

Mestre.jpeg

      Chã das Caldeiras

 

       Povu ta sofre  

ku força de Natureza  

ki deus fazé  

num desafio  

cheio de coragem sofredor

 

Mesmo assim  

coragem nôs tudo nu tem  

pa trabadjá  pa du kodjé  

frutos de nôs tudo esforço

 

Vulcão cheio de dor  

ta desafabá num grito  

ku lágrimas de disgraça  

ta corrê  na rosto de Chã das Calderas  

ta destruí  

sem pena de um pecador

 

Cada um de nós  

du abandoná  

nós casa, ku plantação  

ta pidi deus  pa sacorré  

povu de vulcão

 

Letra e música Kim Alves/95

 

_____________

 

Gravação em estúdio das duas músicas - Projecto Unidos pa DjarFogo

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Érica Antunes a 30.11.2014 às 13:46

Brito,
Fico muito grata pelo seu post! Há dias, quando vi o vídeo, fiquei emocionada com a beleza da letra e da interpretação e, realmente, queria saber mais sobre a família que cantava tão lindamente.
Agora, com essa notícia da possibilidade de gravação, fiquei ainda mais tocada: espero que surja alguém ou alguma instituição que, como Kim Alves, esteja disposto a colaborar para que isso ocorra! E que muitos fundos sejam arrecadados em prol dos habitantes de Chã das Caldeiras!
Abração cá do Brasil,
Érica

De Brito-Semedo a 30.11.2014 às 13:52

Amiga Érica, Foi você que me catucou pelo que o post lhe é dedicado. Espero que este projecto de gravação venha a ter pernas para andar. Um abraço destas ilhas sofridas.

De Valdemar Pereira a 30.11.2014 às 14:33

A solidariedade da Diàspora vai funcionar.
Estou certo disso e aguardo detalhes aqui.
Fraterno abraço de coragem aos foguenses
Força !!!

De Alvaro L. Andrade a 30.11.2014 às 23:57

Vamos mexer…


ALA

De Hermano lopes da Silva a 01.12.2014 às 09:10

Sr. Brito, bom dia, vendo mais este seu post (sempre oportunos e pertinentes, aliás), tive uma dúvida sobre a autoria da letra da música. Agradecia, se possível, me elucidar sobre a(s) autoria(s). É que no início do seu texto fica-se com a impressão de que o "pacote", música e letra, seja da autoria de Luís Montrond e Família. No entanto, no fim do texto e sob a letra da referida música está registado «letra e música Kim Alves/95». Ficou-me, realmente, nesta primeira leitura, a dúvida. Abraço e agradecimento antecipado,  Hermano Lopes da Silva

De Brito-Semedo a 01.12.2014 às 09:33

Caro Amigo,
Bom-dia e boa semana! Talvez eu não tenha sido muito claro no meu texto. Na verdade, "Ai, unde nu ta bai?" é da autoria de Luís Montrond e Família e a composição “Chã das Caldeiras” é do Mestre Kim Alves.


Grato e um abraço.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by