Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Luísa Queirós.jpg

 

Luísa Queirós, artista plástica, fundadora da Cooperativa Resistência e impulsionadora do Centro Nacional de Artesanato morreu hoje no Mindelo.

 

Nascida em Lisboa, Luísa Queirós chegou a Cabo Verde em 1975 poucos meses antes da independência. Juntamente com Manuel Figueira e Bela Duarte deu início a um dos projectos mais significativos para as artes plásticas neste país: a Cooperativa Resistência.

 

O grupo foi também o principal impulsionador do Centro Nacional de Artesanato onde foram responsáveis pela recolha de materiais, técnicas e formação, ajudando à criação de um importante património cultural.

 

Pintora, Luísa Queirós era definida como uma artista cujas obras "figurativas enchem muito o espaço com cores vivas e formas que nos fazem seguir o curso de histórias e emoções".

 

Luísa Queirós é natural de Lisboa e reside em Mindelo, S. Vicente, desde 1975.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Cize.jpeg

 

Promovido pela CPLP, realizou-se no Cercle des délégués da UNESCO, em Paris, no dia 30 de Abril, o Encontro Lusófono “Vamos Falar Português”, sobre o tema “Divas do Mundo Lusófono”. Convidado para falar sobre a repercussão da passagem da Cesária Évora pela França, o Amigo e Colaborador Luiz Silva apresentou uma comunicação intitulada “Cesária Évora: Da periferia do Mindelo à periferia de Paris”, que aqui se dá à estampa com o nosso reconhecimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by