Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1.º de Maio Contado aos Mais Novos

Brito-Semedo, 30 Abr 15

 

Dia Trabalhador.png

Desenho Francisco Goulão, Portugal, 2010
 

Todos os anos, no dia 1 de Maio, comemora-se, em todo o mundo, o Dia do Trabalhador.

 

As origens do Dia do Trabalhador não são muito recentes. A história deste dia começa no séc. XIX.

 

Nessa época, abusava-se muito dos trabalhadores, porque chegavam a trabalhar entre 12 e 18 horas por dia, o que era muito cansativo e até prejudicial à saúde!

 

Já há algum tempo que os reformadores sociais (aqueles que propunham reformas, ou seja, mudanças na sociedade) defendiam que o ideal era dividir o dia em três períodos: 8 horas para trabalhar, 8 horas para dormir e 8 horas para o resto, o que incluía a diversão.

 

Foi com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diárias que, no dia 1 de Maio de 1886, milhares de trabalhadores de Chicago (EUA) se juntaram nas ruas para protestar contra as suas más condições de trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Menino no Sapatinho

Brito-Semedo, 29 Dez 13

O escritor moçambicano Mia Couto lançou no passado dia 4 de Dezembro em Lisboa o seu mais recente livro Menino no sapatinho, baseado num conto publicado em 2001 na obra Na Berma de Nenhuma Estrada, agora reescrito com ilustrações de Danuta Wojciechowska. "O Menino no Sapatinho é um livro que joga com um imaginário mitológico cristão e de uma tradição animista, e que critica a sociedade de consumo e, particularmente, um Natal de consumo", afirmou a professora de Literatura, Artes e Culturas, Inocência Mata, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, durante a apresentação da obra.

 

A estória do livro de Mia Couto começa com o tradicional  “era uma vez”, mas não se trata exactamente de um conto para crianças.

 

É um jogo que nós vamos descobrindo, que é um livro para todas as idades.

 

À sua maneira típica de escrever, Mia Couto trabalha com o secretismo discursivo numa obra onde revela, uma vez mais, a sua preocupação com uma realidade que teima em permanecer no seu país e em todos os outros do continente africano: a pobreza da maioria e o consumismo de uma minoria.

 

(O conto que deu origem ao livro, com interpretação de Ana Guedes, Mayra Fernandes e Eduardo Ferro).

 

 

Em jeito de prenda para 2014, Mia Couto confirma estar bem avançado na preparação do seu próximo romance.

 

- Álvaro Ludgero Andrade, in Voz da América

 

O Menino no Sapatinho

de Mia Couto 

Edição/reimpressão: 2013

Páginas: 32

Editor: Editorial Caminho

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Comunidade

Powered by