Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

  

Semana Académica.jpg

 

 

Esta minha intervenção assemelha-se mais a um trabalho de campo em que alinhavei algumas notas despretensiosas com registos, informações e reflexões sobre as práticas relativas ao meu ofício de antropólogo/etnólogo. Diferencia-se, portanto, das actividades executadas dentro de um “laboratório de pesquisa”, mais rígidas e com um suporte teórico selecionado e consistente. A Antropologia dá essa possibilidade e permite, por isso, ser mais flexível, adaptável e inovador.

 

Esclareço que a minha abordagem é na linha da antropologia interpretativa (por vezes classificada de hermenêutica) do antropólogo estadunidense Clifford Geertz (1926 – 2006), segundo o qual as culturas são como como textos literários à espera de interpretação antropológica.

 

ANTROPOLOGIA NA UNI-CV

 

É já prática na Uni-CV que as disciplinas oferecidas no âmbito das Ciências Sociais – Sociologia, Ciência Política e Antropologia – constituam o tripé de formação para um profissional cientista social.

 

Na estrutura do curso, nos dois primeiros anos, o chamado tronco comum, são oferecidas três disciplinas de teoria antropológica – “Teorias antropológicas clássicas”, “Teorias antropológicas contemporâneas” I e II – e uma disciplina ligada à realidade de Cabo Verde – “Formação social cabo-verdiana”.

 

Já nos três percursos – Sociologia, Ciência Política e Antropologia (3.º e 4.º anos) – é ministrada uma matéria comum, “Tópicos Especiais em Estudos Cabo-verdianos”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

  • Livia Ramos Silva

    Meu tio irmao do meu pai tio Dino de monte. Saudad...

subscrever feeds

Powered by