Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

wood obit.jpeg

In Memoriam de Margaret L. Wood (Arkansas, 1.10.1928 – Pawtucket, Rhode Island, 13.09.2020), Missionária da Igreja do Nazareno em Cabo Verde (1953-1974)

 

Ponho-me na situação de observador-participante privilegiado, já que com algum conhecimento da etnologia e da etno-história de Cabo Verde e uma visão de dentro, do funcionamento dessa micro sociedade, enquanto ex-Pastor Nazareno. A opção para este trabalho foi fazer um cruzamento dessas duas perspectivas e enquadrá-lo por uma visão crítica que possa contribuir para uma melhor intervenção e crescimento da Igreja do Nazareno em Cabo Verde, numa singela homenagem à Missionária Margaret L. Wood, minha Professora do Seminário Nazareno de Cabo Verde das disciplinas de Música, Regência, Velho Testamento e Dactilografia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Morreu a Missionária Margaret L. Wood

Brito-Semedo, 17 Set 20

 

wood obit.jpeg

 

Margaret L. Wood

 

(Arkansas, 1.Outubro.1928 – Pawtucket, Rhode Island, 13.Setembro.2020)

 

 

Margaret, filha de Ned e Ella Little, nasceu em 1 de Outubro de 1928 em Lockesburg, Arkansas. Margaret recebeu seu chamado para o serviço missionário aos 16 anos numa reunião campal em Scottsville, Texas. Daquele momento em diante, o objetivo de sua vida era cumprir esse chamado. Formou-se na Southern Nazarene University em Bethany, Oklahoma, onde também conheceu seu marido.

 

Em 1952, a Igreja do Nazareno comissionou o jovem casal para o serviço missionário. Ao longo de 40 anos, serviram em Cabo Verde e no Brasil, treinando pastores, evangelistas e líderes de igrejas para o trabalho do ministério.

 

Margaret era conhecida como uma renomada pianista, vibrante professora da Bíblia e serva dedicada da igreja e do Deus que ela tanto amava. Margaret L. Wood deixa seu marido, Rev. Dr. J. Elton Wood, sua filha Carol Lima e marido Rev. Dr. Elizeu Lima, neta, Shayla Lima Curalov e seus filhos, os três bisnetos de Margaret – Chelsey, Celynna e Caleb Curalov, e seu neto, Pr. Shane Lima e sua esposa Alynne Lima, a quem apresentamos as nossas mais sentidas condolências na qualidade de ex-Seminarista da classe de 1971-1974.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Pecas lopes

    Um belo artigo. Assim como muitos, também sou natu...

  • Ondina Ferreira

    Uma memória bem narrada. Um marco importante na vi...

  • Brito-Semedo

    Olá, Bom sabê-la encostada na minha Esquina do Tem...

subscrever feeds

Powered by