Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Foto do Arquivo de Valdemar Pereira, Dacar, 1960

 

 Joaquim Soares Almeida, Morgadinho

 

(Praia Branca, São Nicolau, 24 de Julho de 1931)

 

 

Estamos a Tempo, nê Devera?!

 

Feliz Aniversário, nha cumpanher d'scola!!!

 

É sempre um real prazer festejar um aniversário em plena saúde, seja um nosso seja o de um amigo. Hoje é o 80.° aniversário de um amigo que conheci na Quarta Classe, na Escola Camões, e que havia de encontrar mais vezes em terras longe, embora não tivéssemos escolhido a mesma profissão.

 

Antes de sair do meu Mindelo deixando para trás Pais, irmãos, o meu Castilho e meu Mindelo, meti-me em andanças teatrais que me permitiram ter próximo o Joaquim Soares Almeida, mais conhecido por Morgadim que já era sobejamente conhecido mas que entrou na lista dos três maiores tompetistas de S. Vicente, quiçá de Cabo Verde[1], depois da interpretação do "Harlem Nocturno", melodia que era interpretado por um saxofonista estadunidense.

 

Mais tarde havíamos de nos encontrar em Dakar onde o meu "Cumpanher d'scola" apareceu, a meu convite, e onde deu cartaz acompanhado pela Orquestra do saudoso Luís Morais que ali estava no seu auge. Acabada a jornada, Morgadim regressou para onde estava (Bissau) mas... para voltar definitivamente, deixando o funcionalismo para se dedicar inteiramente à música, e – melhor ainda – contribuir para a criação do célebre "Conjunto Voz de Cabo Verde".

 

Mas isto é outra estória que conhecem e da qual não vou aqui falar porque merece melhor.

 

Se nunca mais tivemos momentos artísticos, sempre nos contactamos, falamos da nossa terra (dos seus valores e sofrimentos) e nos encontramos quando possível na Cidade Luz onde vive. Seja como for, estamos ligados por uma forte amizade, amizade de infância, e também pela nossa composição (inédita) "Doce alvorada".

 

Parabéns Morgan e desculpa o mau jeito em dizer quantos anos fazes. É a minha vingança.  Embora um pouco mais novo não consigo fazer o que fazes com o teu instrumento que um vândalo tratou de corneta.

 

Vida e Saúde!!!

 

– Valdemar Pereira, Tours, França 

 

[1] Os dois outros trompetistas que não posso omitir são o Maestro Jotamont (Jorge Monteiro) e Joaquim Almeida, conhecido por Djack Estrilinha (que também dirigiu a Banda Municipal do Mindelo).

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De BILLAUD a 17.07.2016 às 18:20

Bonsoir Jo,
Voilà bien longtemps que je cherche à te retrouver. Pour mémoire PFG dans les années 80.
J'espère que cette "bouteille lancée à la mer" s'échouera sur ta plage, alors merci de me donner quelques nouvelles: ggbillaud@free.fr.
J'ai fais découvrir quelques unes de tes chansons à ms petits-enfants, alors, nous les écoutons en boucle et nous dansons.
A bientôt j'espère.
Gérard BILLAUD

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Brito-Semedo

    Olá, boa-tarde. Desculpa não poder ajudar. Essa im...

  • Dulcineia

    Este foto (a pintura) do Mindelo é de quando?

  • Kelly Delgado

    Cunke is my grandfather; my Mothers's father, and ...

subscrever feeds

Powered by