Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fintar o Amor

Brito-Semedo, 2 Mai 13

 

Enquanto procura reconstruir o relacionamento com o seu filho, uma antiga estrela do futebol americano acaba recrutado como treinador de uma equipa infantil.

 

Só que as suas tentativas de melhorar o seu comportamento acabam goradas quando se vê perseguido em cada esquina pelas mães dos seus jovens jogadores.

 

Género: Drama

Duração: 105min

Classificação: M/12

Título Original: Playing for Keeps

Realizadores: Gabriele Muccino

Ano: 2012

Origem: EUA

Interpretação: Catherine Zeta-Jones, Dennis Quaid, Gerard Butler, James Tupper, Jessica Biel, Noah Lomax, Uma Thurman

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Manuel Pessoa.jpeg

 

 

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos  

Eu era feliz e ninguém estava morto.  

Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos  

E a alegria de todos, e a minha, estava certa como uma religião.  

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos  

Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma  

De ser inteligente para entre a família  

E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.

O que eu sou hoje é como a humidade no corredor da casa  

Pondo grelado nas paredes.  

O que eu sou hoje é terem vendido a casa,  

É terem morrido todos  

E estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio.  

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega  

A mesa posta com mais lugares, com mais copos  

O aparador com muitas coisas – doces, frutas,  

As tias velhas, os primos diferentes, tudo por minha causa  

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos.

Pára, meu coração!  

Não penses! deixa o pensar na cabeça!  

Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!  

Hoje já não faço anos. Duro.  

Somam-se-me dias.  

Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!  

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...

 

– Fernando Pessoa / Álvaro de Campos, excertos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 18/18

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by