Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

S. Vicente em Festa de Aniversário

Brito-Semedo, 21 Jan 13

  
- Para o Amigo Luiz Silva
 

Situada no Oceano Atlântico, a ilha de S. Vicente foi descoberta a 22 de Janeiro de 1462 pelo navegador português Diogo Afonso e seria a última do arquipélago a ser povoada. Foi só em 1838, quando se estabeleceu um depósito de carvão para abastecimento dos navios em rota pelo Atlântico que a população se começou a fixar nela, fundando-se a cidade do Mindelo.

 

A ilha de S. Vicente, com uma área de 227 Km2, tem uma população de 76.107 habitantes (Censo de 2010). Desses, cerca de 62.970 vivem no centro urbano do Mindelo, cujo limite territorial é de apenas 75 Km2, fazendo dele um dos espaços mais densamente povoados de Cabo Verde. O desenvolvimento da ilha tem acompanhado, ao longo dos tempos, o desenvolvimento desta urbe, que se mantém o polo económico, social e cultural da população da ilha. De tal modo que a referência à ilha e à cidade se confundem nas conversas do dia-a-dia.

  

É a baía do Mindelo que determina toda a vivência desta cidade. Conhecida como a Baía do Porto Grande, foi a partir dela que a cidade se foi expandindo para o interior. E foi o movimento crescente dos barcos neste porto que lhe conferiu um carácter urbano marcadamente cosmopolita.

 

 

Acompanhando esta evolução, a cidade foi-se afirmando como um centro cultural importante, onde o desenvolvimento artístico – nomeadamente, a música – a intelectualidade e o desporto seguem as tendências internacionais, sem deixar de expressar um cunho marcadamente mindelense.

 

O Liceu de S. Vicente, fundado em 1917, foi o único da província até 1960. Por ele passaram várias gerações de escritores e pensadores caboverdianos, o que constitui um motivo de orgulho para os mindelenses.

 

Considerado desde há muito como o centro cultural de Cabo Verde, S. Vicente é conhecido pelo seu Carnaval, que se assemelha em muito ao carnaval carioca do Rio de Janeiro, com desfiles de escolas de samba, carros alegóricos, concurso e blocos, pelo Festival de Música da Baía das Gatas, realizado no primeiro fim-de-semana de lua cheia do mês de Agosto, pelo Festival de Teatro Mindelact, realizado anualmente em Setembro e tido como a maior mostra de teatro de África e um dos maiores de língua portuguesa e, principalmente, por ser a terra natal de Cesária Évora.

 

 

 

- Manuel Brito-Semedo

Mindelo, Janeiro de 2013

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

7 comentários

De Luiz Silva a 21.01.2013 às 21:30

Agradeço o gesto de simpatia. Que o nosso patrono e a nossa historia sejam revisitados e repensados sempre neste dia 22 de Janeiro, durante a procissão, e cheia de fé e esperanças para um futuro melhor para a nossa ilha e Cabo Verde.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Adi

    I think and I am really aware of the what it take ...

  • curso de teclado

    Muito boa a musica, parabéns !

  • Anónimo

    Porque é que omitiu o editor do "Diário" de Antóni...

Powered by