Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

"Djunga" de Teixeira de Sousa

Brito-Semedo, 25 Jul 19

 

Layout Porto Memória.jpg

 

Teixeira de Sousa PdB.jpg

 

 

Pelo Centenário do Médico e Escritor Teixeira de Sousa

 

 

A 6 de Setembro de 2019 celebra-se o centenário de Henrique Teixeira de Sousa, médico conceituado e grande expoente das letras cabo-verdianas, de que foi escritor dos mais produtivos.

 

Para além de inúmeros trabalhos na área da medicina tropical e nutricionismo e de vários artigos de índole literária dispersos por revistas e jornais, Teixeira de Sousa é autor de um livro de contos, Contra Mar e Vento (1972), e sete romances, Ilhéu de Contenda (primeiro da trilogia sobre a sociedade da ilha do Fogo, 1978), Capitão de Mar e Terra (1984), Xaguate (segundo da trilogia, 1987), Djunga (1990), Na Ribeira de Deus (terceiro da trilogia, 1992), Entre duas Bandeiras (1994) e Oh Mar das Túrbidas Vagas (2005).

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Layout Porto Memória.jpg

 

Nho-Roque-no-Atelier-Mar-1980.jpg

 

Assinalam-se a 30 de Setembro (1901 – 1984) os trinta e cinco anos da literatura cabo-verdiana sem este grande ficcionista mindelense que foi António Aurélio Gonçalves, o nosso Nhô Roque.

 

Em Novembro de 1986, por ocasião do cinquentenário da Claridade, revista de arte e letras (S. Vicente, 1936-1960), apresentei no Simpósio Internacional sobre a Cultura e a Literatura Cabo-verdianas uma comunicação intitulada “A Cidade do Mindelo na Ficção de António Aurélio Gonçalves”, como uma tripla homenagem: (i) ao Ficcionista, que eleva a sua cidade natal à ficção como espaço exclusivo da sua novelística; (ii) à Claridade, revista nascida aqui na cidade do Mindelo; e (iii) à Gente do Mindelo, cujo problema das relações humanas constitui pano de fundo da novelística gonçalviana. Considero hoje ter sido isso uma grande ousadia, pela responsabilidade que acarretava, só possível devido à minha juventude e falta de experiência.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Adi

    I think and I am really aware of the what it take ...

  • curso de teclado

    Muito boa a musica, parabéns !

  • Anónimo

    Porque é que omitiu o editor do "Diário" de Antóni...

subscrever feeds

Powered by