Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Layout Porto Memória.jpg

 

Simão Salvador.jpeg

Simão Manuel Alves Juliano, natural da Penha de França, Concelho da Ribeira Grande, ilha de Santo Antão (1824-1856), filho de Manuel Alves Juliano e de Ana dos Santos Pedrinho, conhecido como Simão Salvador o intrépido marinheiro, é, a partir de agora, história em quadradinhos por Gildaris Pandim (roteiro) e Alex Sander (arte), uma edição da Embaixada do Brasil em Cabo Verde.

 

As Revistinhas do meu Tempo

 

As revistinhas ou livros de quadradinhos, que líamos sofregamente em São Vicente nos idos anos de 1960, adquiridos na Papelaria de Toi Pombinha,  localizada nas traseiras da Câmara Municipal, lateral do Mercado Municipal, e que circulavam entre nós em regime de trocas, eram Colecções de Aventura, do faroeste americano, com índios e cowbois, da Segunda Guerra Mundial, com Major Alvega e o agente secreto inglês N-3, de super-heróis e heróis como Super Homem, Tarzan, Mandrake, Zorro... de Humor, com o rato Mickey... Portanto, nada que fosse próximo da nossa realidade ou pouco mais ou menos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Duas décadas de escrita ficcional

Brito-Semedo, 28 Fev 20

 

Layout Porto Memória.jpg

 

GA.jpg

Lançado o mais recente romance de Germano de Almeida, O Último Mugido, título que dá continuidade a O Fiel Defunto (2018).

 

Pretexto para um breve balanço sobre a escrita ficcional cabo-verdiana deste Séc. XXI.

 

“Importa-me que Cabo Verde tenha uma alma, sim, e que nela caibam o som vigoroso e louco do vento no deserto ou o livre e mágico sopro da brisa batendo no coração do mar ou ainda a alegria sincopada de olhares se conhecendo.

 

Apraz-me que nessa alma caibam o choro, a compaixão, o prazer, a justiça. Que nela caibam todas as gentes, todas as cores, todos os sons livres, as nossas falas em risos, danças ou dores, e as falas do mundo e os seus silêncios. E o sopro da chuva.

 

Mas sabe, na verdade o que me interessa mesmo é que Cabo Verde seja a nossa alma”.

 

Dina Salústio, Filhos de Deus, 2018

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Edson Tavars

    Olá boa tarde. Sou um dos amantes das historias e ...

  • Pecas lopes

    Um belo artigo. Assim como muitos, também sou natu...

  • Ondina Ferreira

    Uma memória bem narrada. Um marco importante na vi...

subscrever feeds

Powered by