Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

 

Naufrágio 1.jpg

 

Hoje, dia 9 de Março de 2018, completam-se 70 anos sobre a data em que, a pacatez da ilha do Sal, foi sacudida pela notícia do encalhe de um barco Dinamarquês, na costa Leste de Santa Maria. Tendo o acidente ocorrido durante a noite, a notícia correu célere logo de manhãzinha, pois o barco era visível da vila, despertando grande ansiedade na população que, por experiência, sabia que o encalhe de um barco era quase sempre sinónimo de móia, de fartura de produtos saídos na praia. 


De mais a mais, em 1948, ano do referido encalhe, a Ilha do Sal, à semelhança de todo Cabo Verde, enfrentava uma terrível crise, devido à seca e à falta de movimento nas salinas, obrigando grande parte da população a viver numa situação extremamente difícil.


Se as expectativas da população, geradas pela notícia do naufrágio, foram grandes, os benefícios que ela retirou do mesmo não foram menores. Damfjord correspondeu à expectativa de móia alimentada pela população, jorrando na praia diferentes tipos de produtos, quais sejam café, cacau, chocolate, óleo, etc., o que contribuiu para o alívio do sofrimento do povo do Sal.

 Naufrágio 2.jpg

 

O encalhe de Damfjord foi um evento de maior relevância para a Ilha do Sal, passando a constituir parte da memória colectiva das suas gentes, transmitida através de gerações. Infelizmente, regista-se uma tendência para o mesmo cair no esquecimento, o que, a concretizar-se, empobrecerá o património colectivo da ilha.


Por isso, é de maior importância que as forças vivas locais (associações, liceus, grupos desportivos náuticos, rádios, grupos de teatro, cidadãos individuais, etc.), bem assim as autoridades municipais, tendo à cabeça a Câmara Municipal, assumam o encalhe do Damfjord como um evento que, pelo impacto positivo que teve na sociedade salense, merece ser resgatado, assinalado e transmitido às gerações mais novas. Não será por acaso que um octogenário que vivenciou o evento diz: “Damfjord é que levantou a Ilha do Sal”.

 

Lisboa, 9 de Março de 2018

 

- Basílio Mosso Ramos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Vibeke Nielsen a 13.11.2018 às 18:22

Hi. I am a Danish resident who newly were on vacation at Sal, Cabo Verde. I staied at Hotel Odjo d'Agua and found a picture and short text about Damfjord. Searching Google I camo to your breef history of the shipwreck og Damfjord. But only this one article. Can you tell me more about Damfjord? Are you sure it was Danish? Because, in Norway there is a place called Damfjord. And a request til the Danish Museum for Ships gave no results....
Hope to get more information
Best regards
Vibeke Nielsen

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Adriano Lima

    Esta situação é deveras preocupante e justifica um...

  • Vibeke Nielsen

    Hi. I am a Danish resident who newly were on vacat...

  • Anónimo

    Mas fiz a legenda,nao é engano..Eu casei em Março ...

Powered by