Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Boletim dos Alunos do Liceu Gil Eanes

Brito-Semedo, 25 Abr 19

 

Layout Porto Memória.jpg

 

Boletim Liceu Gil Eanes.jpg

 

Homenagem ao Professor Baltasar Lopes da Silva

 

 

Foi há 60 anos a publicação do primeiro e único número do Boletim dos Alunos do Liceu Gil Eanes, do Centro N.º 1 da Ala N.º 2 da Mocidade Portuguesa (São Vicente, 1959), surgido “em continuação de uma tradição interrompida com a publicação do último número de Certeza”, da iniciativa de estudantes que integravam o “Grupo Cultural do 3.º Ciclo”.

 

 

Grupo Cultural do 3.º Ciclo

 

Obtida a autorização do reitor, na altura, Dr. Baltasar Lopes da Silva, o grupo promoveu palestras e saraus culturais e a edição do boletim, publicado em Março de 1959.

 

“Fizemos tudo isso com dinheiro da Mocidade Portuguesa”, explicou Abílio Duarte numa entrevista ao jornalista José Vicente Lopes (Cabo Verde, Os Bastidores da Independência, 1996). “Se Baltasar sabia?... Ele no fundo desconfiava, como era algo que lhe dava alguma satisfação, lá nos ia deixando fazer a nossa vida”.

 

Sarau Cutural Liceu Gil Eanes.jpg

Sarau Cultural do Grupo do 3.º Ciclo. Foto Djibla, 1958

Da esq. para a dir.: 1º Plano – Dr. Aníbal Lopes da Silva, Jorge Alfama, Mizé Chantre, Dr. Baltasar Lopes da Silva, Zinha Aparecida, Amélia Vieira, Corsino Fortes; 2º Plano – Amiro Faria, Abílio Duarte, Humberto Bettencourt, Adrião Monteiro, Rolando Martins, João Monteiro; Prof. Augusto Pirico, Mário Frusoni, Isaac, Valdemar Lopes da Silva, Hermano Almeida, Luís Silva.

 

É significativo que o Boletim dos Alunos, que se apresentava como Centro N.º 1 da Ala N.º 2 da Mocidade Portuguesa, não tenha feito qualquer referência à essa organização juvenil do Estado Novo criada em Dezembro de 1936 e alargada “à Mocidade Portuguesa das colónias, de origem europeia e à juventude indígena assimilada” em 1939. Este não-dito é significativo e muito mais importante do que aquilo que é declarado publicamente.

 

Desfolhando o Boletim

 

Para uma análise, ainda que breve, do conteúdo desse Boletim, nada como “desfolhá-lo”.

 

O Boletim dos Alunos do Liceu Gil Eanes integra um estudo de Felisberto Vieira Lopes sobre “O Auto de Mofina Mendes”, pg. 1, 2 e 3; dois poemas de Corsino Fortes, “Folclore” e “Mindelo”, pg. 4; uma nota introdutória a dois poemas de Onésimo Silveira, “Praia de Bote” e “Frustração”, de Rolando Vera-Cruz, pg. 6; quatro linóleos de motivos locais: a velha figura popular de “Fanha” e “Bar de Salina”, de Abílio Duarte, pp. 3 e 5, “O menino e o coqueiro”, de Amílcar Duarte, pg. 7, e “oli leite”, uma composição de Aristides Hugo, pg. 9; a página do “Noticiário das actividades do Liceu”, pg. 8, que ilustra o liceu como um centro cultural da cidade:

 

13/12/1958

Sessão de música gravada. Falaram as meninas Maria Cândida Santos, Ana Ramos, Zilda Barbosa e Joanina Estrela que chamaram a atenção das colegas para actividades culturais e desportivas. Os delegados do Departamento de Cultura recrutaram os membros para suas Delegações.

 

20/12/1958

Palestra de Vladimiro Koenig sobre “Ciências Humanas”. Audição da “Ave Maria” de Shubert, acompanhada de um comentário biográfico feito pelo professor sr. Alves dos Reis. Esta sessão foi radiodifundida pela Rádio Barlavento em 21/12.

 

10/1/1959

Audição do “Primeiro Concerto para Piano” de Tchaicovsky. Comentários por Jorge Barros, aluno do sétimo ano de Letras. Palestra sobre os poemas de Onésimo Silveira, proferida por Rolando Martins. Leitura de dois desses poemas por Abílio Duarte. Jorge Alfama leu uma nota da Direcção sobre questões disciplinares.

 

14/1/1959

Mesa Redonda sobre Estilística da Língua Portuguesa, dirigida pelo sr. Reitor.

 

[…]

 

31/1/1959

Palestra de Felisberto Vieira sobre “Menina e Moça” de Bernardim Ribeiro e de Rolando Martins sobre Goethe. Leitura do primeiro acto de “Promete” deste autor, por Amiro de Faria que também, como nos anteriores, fez a apresentação desta sessão”.

 

e a ultima página, “Desporto”, assinado por Francisco St. Aubyn, Delegado de Futebol do grupo do Terceiro Ciclo.

 

Em síntese, o Boletim dos Alunos do Liceu Gil Eanes constituiu-se num repositório cultural, ainda que efémero, dos “ultra novíssimos”, nas palavras de Adriana Carvalho (2011).

 

Manuel Brito-Semedo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Anónimo a 26.07.2019 às 09:23

Dizem que o Dr. Baltazar tinha um filho que residia na Cidade da Praia e que era músico. O senhor conhecia-o? 

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Adi

    I think and I am really aware of the what it take ...

  • curso de teclado

    Muito boa a musica, parabéns !

  • Anónimo

    Porque é que omitiu o editor do "Diário" de Antóni...

subscrever feeds

Powered by