Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Morreu a Missionária Margaret L. Wood

Brito-Semedo, 17 Set 20

 

wood obit.jpeg

 

Margaret L. Wood

 

(Arkansas, 1.Outubro.1928 – Pawtucket, Rhode Island, 13.Setembro.2020)

 

 

Margaret, filha de Ned e Ella Little, nasceu em 1 de Outubro de 1928 em Lockesburg, Arkansas. Margaret recebeu seu chamado para o serviço missionário aos 16 anos numa reunião campal em Scottsville, Texas. Daquele momento em diante, o objetivo de sua vida era cumprir esse chamado. Formou-se na Southern Nazarene University em Bethany, Oklahoma, onde também conheceu seu marido.

 

Em 1952, a Igreja do Nazareno comissionou o jovem casal para o serviço missionário. Ao longo de 40 anos, serviram em Cabo Verde e no Brasil, treinando pastores, evangelistas e líderes de igrejas para o trabalho do ministério.

 

Margaret era conhecida como uma renomada pianista, vibrante professora da Bíblia e serva dedicada da igreja e do Deus que ela tanto amava. Margaret L. Wood deixa seu marido, Rev. Dr. J. Elton Wood, sua filha Carol Lima e marido Rev. Dr. Elizeu Lima, neta, Shayla Lima Curalov e seus filhos, os três bisnetos de Margaret – Chelsey, Celynna e Caleb Curalov, e seu neto, Pr. Shane Lima e sua esposa Alynne Lima, a quem apresentamos as nossas mais sentidas condolências na qualidade de ex-Seminarista da classe de 1971-1974.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Morreu a Escritora Maria Velho da Costa

Brito-Semedo, 24 Mai 20

MVdaC.jpeg

 

 

Maria Velho da Costa

 

(Lisboa, 26.Junho.1938 – 23.Maio.2020)

 

 

Literatura lusófona perde uma das suas referências: Maria Velho da Costa,  Prémio Camões em 2002.

 

Uma das renovadores da poesia portuguesa e uma combatente pela liberdade.

 

“Os regimes totalitários sabem que a palavra e o seu cume de fulgor, a literatura e a poesia, são um perigo. Por isso queimam, ignoram e analfabetizam, o que vem dar à mesma atrofia do espírito, mais pobreza na pobreza", afirmou em 2013, com uma profunda lucidez histórica.

 

Cabo Verde beneficiou-se da sua presença e acção de 1988 a 1990, num período de muita actividade cultural, quando foi adida cultural da embaixada portuguesa em Cabo Verde.

 

Álvaro Ludgero Andrade

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Brito-Semedo

    Muito boa-tarde! É de toda a conveniência e meu in...

  • Pedro Neves

    Caro Professor,Não sei se recebeu os nossos e-mail...

  • Tete Alhinho

    Obrigada por esre lindo texto Manuel.Ainda não li ...

subscrever feeds

Powered by