Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Layout Porto Memória.jpg

 

 

Capa-livro.jpgDescantes da Minha Ribeira é oratória, cântico e vivenciamento.

 

São duas as artes que identificam Kaká Barboza – a música, de que é exímio compositor e instrumentista, e a escrita, enquanto poeta e contista, uma na mão direita, outra na mão esquerda – onde explora a sonoridade e as técnicas de compor e de contar. Neste caso, a arte é um cantar só.

 

Combino o verbo regular da primeira conjugação “descantar” de onde deriva o substantivo/nome do livro [e viva a gramática tradicional de José Maria Relvas e de Tomás de Barros por onde estudamos!]: Eu descanto, tu descantas, ele [Kaká Barboza] descanta…

 

Kaká Barboza é um “descantador”, uma pessoa que descanta, ou seja, alguém que canta ao som de instrumentos musicais – mas que também canta no silêncio da escrita – as estórias e os contos da sua vivência, as suas memórias, a sua ribeira. Daí essas estórias e contos, melhor dizendo, esses “contares”, serem celebrações alegres e festivas, muito embora em notas e tons de crítica.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Ensino Superior do Seminário-Liceu

Brito-Semedo, 7 Fev 19

 

Layout Porto Memória.jpg

 

 

Homenagem a Dom José Luís Alves Feijó,

Bispo Fundador do Seminário-Liceu, 1866-1867,

e ao Cónego António Oliveira Bouças,

último Vice-Reitor, 1904-1917

 

 

O ensino superior em Cabo Verde tem a sua génese no Seminário Eclesiástico da Diocese de Cabo Verde, conhecido como Seminário-Liceu de São Nicolau (1866-1917).

 

 

Curso Superior de Estudos Eclesiásticos

 

Criado para o estado eclesiástico, foi ali formado e ordenado, entre 1866 e 1899, quarenta e nove presbíteros, sendo que 17 eram provenientes de Portugal Continental [1 era da ilha da Madeira], 1 de Bissau e os restantes 31 de Cabo Verde. Dentre estes figuram Nicolau Gomes Ferreira (Santiago, 1874), António Manuel da Costa Teixeira (Santo Antão, 1890), Porfírio Pereira Tavares (Santiago, 1895) e Francisco de Deus Duarte (São Vicente, 1901), para se referir apenas aos mais conhecidos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • João Mendes

    Rebusquei depois nas minhas memórias e verifiquei ...

  • João Mendes

    Deixem-me aqui recordar Celso Leão pessoa intelige...

  • João Mendes

    Conheçi o café Lisboa em 1961.. Lá cantei fado mui...

Powered by